Portogallo - Speciale Erasmus

Celebro il centesimo post con una poesia di Pessoa

maggio 25, 2008

Hoje, falo de ti, sou dois a sós.

Como éramos só um, falando!

Nós éramos como um diálogo numa alma.

Ah, meu maior amico, nunca mais

Na paisagem sepulta desta vida

Encontrarei uma alma tão querida

Às coisas que em meu ser são as reais.

Não mais, não mais, e desde que saíste

Desta prisão fechada que é o mundo,

Meu coração é inerte e infecundo

E o que sou é um sonho que está triste.

Fernando Pessoa

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply